Guia completo da menopausa: veja aqui.

A Menopausa é muito comum entre mulheres de 45 ou 55, estima-se que no Brasil, pelo menos 2 milhões de mulheres passam por isso, por ano. A principal característica da menopausa é o fim da menstruação e o fim do possibilidade de engravidar. Pode-se diagnosticar a menopausa, após a mulher ficar pelo menos doze meses sem menstruar.

Todas as mulheres possuem um número de folículos – precursores dos óvulos –  pré determinados ao nascerem, por isso, não é possível a produção de novos folículos e, ao acabarem, a mulher entra na fase da menopausa. O período denominado menopausa, é aquele em que a mulher já irá mais menstruar, ao passo que o período chamado perimenopausa é aquele em que ela apresenta os sintomas de que entrará na fase da menopausa, por último o climatério é a pós-menopausa, ou seja, o período em que ocorre a última menstruação

Sintomas da menopausa

Guia completo da menopausa: veja aqui.

A perimenopausa, momento em que o corpo está passando menopausa, pode não apresentar sintoma nenhum. Todavia, pode-se manter por um período de quatro a oito anos, tudo depende de mulher para mulher e de seus hábitos físicos, alimentares e da sua predisposição genética. O mais comum dos sintomas, entre as mulheres que estão nesta fase, é o excesso de calor, especialmente na região da face, pescoço e parte superior do tronco, além de fadiga muscular.

Outro sintoma comum é a irregularidade na duração dos ciclos e na quantidade de fluxo de sangue. Pode-se também perceber algumas alterações emocionais, como irritabilidade, depressão, ansiedade, insônia e até mesmo perda de memória.

É preciso estar atento nessa época e cuidar bem da saúde, pois são maiores as chances de doenças cardiovasculares, sendo essa a principal causa de morte entre mulheres após entrarem na menopausa.

Menopausa precoce e suas causas

Caso ocorra os sintomas mencionados anteriormente, em mulheres com menos de 40 anos de idade, pode-se dizer que ela está enfrentando uma menopausa precoce, isso significa que ela está tendo menopausa antes do tempo ideal. Isso acontece quando a mulher possui o número de folículos menor do que o esperado, ou quando ela começa a menstruar muito cedo. Estima-se que 0,1% das mulheres tenham menopausa antes dos 30 anos, 0,25% antes dos 35 e 1% menos de 40 anos.

É normal que, a partir de os 30 anos, a mulher passe a produzir menos hormônios femininos, porém apenas aos 40 o seu período menstrual fica mais curto, mais pesado e mais ou menos frequente. Não existem comprovações científicas que justifiquem o porquê uma mulher passe pela menopausa precocemente, todavia, alguns fatores podem contribuir para a infertilidade, como por exemplo, cigarros, contato com pesticidas ou tratamentos quimioterapêuticos.

Pré-menopausa

Antes de entrar na menopausa propriamente dita, ou seja, a última menstruação da mulher, ela irá enfrentar a pré-menopausa que é quando o corpo começa a dar sinais de alertas de que irá entrar nesta nova fase. Um dos sintomas mais comuns estão ligados à libido da mulher, uma vez que a produção de hormônios como estrogênio e progesterona diminuem. Com isso, a mulher terá mais dificuldade de ficar lubrificada e até mesmo de sentir interesse sexual.

Tratamento para menopausa

Guia completo da menopausa: veja aqui.

Não existe tratamento para menopausa, uma vez que este é um processo natural do corpo da mulher. Portanto, não há como reverter esse quadro, mas existem maneiras de aliviar os seus sintomas. Um dos mais recomendados é a reposição hormonal, que irá diminuir os sintomas de calor.

Para problemas de secura vaginal, pode-se aplicar estrogênio diretamente na vagina, por meio de comprimidos, cremes ou anéis vaginais, contudo mulheres diabéticas, obesas, hipertensas ou ainda que apresentem riscos de câncer de mama não devem realizar este tipo de tratamento. Entre as soluções alternativas, recomenda-se a prática de ioga, acupuntura e até mesmo hipnose.

Existem ainda, algumas opções de chás que podem ser recomendados para o alívio dos sintomas da menopausa, são eles:

  • Chá de Amora – Indicado para Insônia, pode ser feito do broto da amora ou das folhas;
  • Chá de Trevo Vermelho – Imita os efeitos do estrogênio;
  • Chá de Erva de São Cristóvão – Auxilia nas oscilações de calor;
  • Chá de Pimenta Silvestre – Aumenta a Líbido;
  • Chá de Ginseng – Aumenta a lubrificação vaginal;
  • Chá de Ginkgo Biloba – Indicado para o controle das oscilações de humor e sintomas de depressão, auxilia no equilíbrio dos níveis de estrogênio no sangue.

Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply